macacos e colibris

Crônicas  Textos  Entrevistas

Textos

Espera



Tanta coisa aconteceu!
Pensei abandonar as caravelas
Fios que me ligam ao infinito
Meus dias de jejum
A humildade que me aproxima
De São Francisco de Assis

Pensei furar os meus ouvidos
Para não ouvir musica de França
Do tempo da Belle Epoque
Que tua avó te ensinou a cantar
Em dias sombrios
Quando o amor balança
Sem desabar

Parece que a vida foi embora
Por não estares aqui
Ou alí na varanda
Com o pé de poejo nas mãos

Mas, creio que ainda existo
Em um velho violão jogado
No meu corpo, assim desalinhado
A esperar por ti .





Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 15/03/2013


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras